FANDOM


Chefe da Guarda Obsidiana, o Valkyon não fala muito e só emite a sua opinião se a julga útil, o que desestabiliza as pessoas que tentam dialogar com ele. Ele possui muita serenidade e um grande coração.


Valkyon aparece pela primeira vez no episódio 2, depois da Guardiã sair da cela, subir as escadas e esbarrar nele.

Valkyon é um faeliano, assim como a Guardiã, ou seja, um híbrido — meio humano e meio faerie. [2]

HistóriaEditar

Valkyon é órfão. Chegou na Guarda de Eel como refugiado junto de seu irmão Lance, que faleceu logo depois.

Aparência Editar

Valkyon é um robusto rapaz de 1,90 de altura. Sua pele é parda e possui várias cicatrizes. Seu cabelo vai até os ombros, sendo ele branco e seus olhos dourados. Ele usa uma armadura em seu ombro e cotovelo direito e em ambas as pernas, com um suporte para machado na direita. Na sua gola há uma lã felpuda esbranquiçada, assim como em suas armaduras e em sua luva preta, que tem pequenos spikes e pequenas pedras vermelhas. É visível as ataduras brancas abaixo da cintura e acima da sua luva esquerda. Já seu top preto parece uma fusão com uma armadura, com uma estampa que se degrada em laranja e amarelo, mesma estampa presente nos detalhes da sua calça cinza.

PersonalidadeEditar

Ele evita falar mais do que o necessário, razão pela a qual parece estar sempre sério e quieto. No entanto, ele sabe a hora de se divertir e dar risada com seus amigos, ou com suas paqueras...

Ele é bastante sensível com sua Musarose, Floppy, a qual nunca manda para a exploração pois tem medo que algo aconteça com ela.

Trivialidades Editar

  • De acordo com Alajéa, ele gosta de roedores.
  • Ele reage de maneira indiferente a nudez, chegando a dizer que um corpo é apenas um corpo.
  • Sua bebida favorita é cerveja.
  • Durante o beijo do episódio 13, é mostrado em seu ponto de vista que Valkyon gostou de tê-la em seus braços. Além disso, jurou tentar reestabelecer a confiança que a guardiã tinha com ele, chegando ao ponto de se abrir e contar sobre o irmão e deixar a garota utilizar seu corpo como uma forma de descontar a raiva. [3]
  • As duas cicatrizes que tem na barriga são resultado de uma luta com um ankou, que o atingiu com uma espada com lâmina dupla. [4]
  • A cicatriz discreta que ele tem no pescoço é lembrança de uma antiga conquista, e depois de conversar com ele, a guardiã conclui que "ele é mesmo um conquistador". Apesar da longa lista de paqueras, ele disse nunca ter conseguido amar verdadeiramente nenhuma delas. [4] Assim, nunca teve um relacionamento sério. [5]

IlustraçõesEditar

  • Episódio 2
  • Episódio 5
  • Episódio 7
  • Episódio 8
  • Episódio 10
  • Episódio 12
  • Episódio 13
  • Episódio 15
  • Episódio 17
  • Episódio 18
  • Episódio 18
  • Episódio 19
  • Episódio 20

  • Ilustração Valkyon Natal 2016
  • Festival de Música 2018
  • Evento de Praia 2018

Referências Editar

NavegaçãoEditar

Personagens